Até quando usar o Facebook como palanque conseguirá se sustentar e convencer o eleitorado brasileiro?

Por Juan Pantoja 31/03/2017 - 02:56 hs
Até quando usar o Facebook como palanque conseguirá se sustentar e convencer o eleitorado brasileiro?
PREFEITO JOÃO DORIA(PSDB)

Desde o começo da campanha para disputar o cargo de prefeito de São Paulo, a estratégia de João Doria em apostar sua imagem de empreendedor nas curtidas e compartilhamentos nas redes sociais, somada à capacidade de se promover adquirida em anos de televisão, foi certeira. Doria vem ganhando a simpatia do eleitorado brasileiro com suas postagens diárias e interação total com o público, com vídeos se exibindo, em reuniões, em casa, vestido como gari ou trabalhador do Mcdonalds.


No entanto, o que não se mostra, são os resultados negativos desde que assumiu a prefeitura. Que ele é um excelente comunicador, isso não tenhamos dúvidas, o gestor, no entanto, evita comunicar sobre o crescimento no número de acidentes nas marginais. Como ele havia prometido em sua campanha, a primeira medida que tomaria como prefeito era aumentar a velocidade nas vias expressas pela cidade, já que seu antecessor, Haddad, havia colocado um limite tão baixo que não agradou muito os paulistanos. 102 acidentes de trânsito com vítimas foram registrados nas marginais Pinheiros e Tietê, contra os 64 acidentes mensais registrados no ano passado. Com o registro de crescimento no número de acidentes em tão pouco tempo, no dia 20 de janeiro, uma decisão liminar proferida pela Justiça de São Paulo chegou a proibir a implementação do aumento da velocidade nas vias, mas a prefeitura recorreu e ganhou a causa.

Com a promessa de aumento da velocidade nas vias cumprida, veio também a divulgação do programa de coleta de lixo nas ruas, Cidade Limpa. Doria foi conquistando a simpatia do público em todo o Brasil aparecendo em vídeos vestido de gari e participando de toda a ação. Entretanto, amigos, nesses três primeiros meses de gestão Doria, e com a time line repleta de vídeos dele juntando lixo nas ruas e o povo aplaudindo o gestor pela ação e desempenho, alguns dados levantados pela imprensa afirmam o contrário do que mostra os vídeos no Facebook, segundo dados apurados, desde a gestão de Doria houve um recuo na varrição de ruas em comparação à gestão Haddad, ou seja, dados apontam que menos lixos estão sendo recolhidos na atual gestão.

Que os esforços intensos de Doria em manter a imagem de gestor entre os eleitores estão tendo um resultado positivo não é segredo para ninguém, tanto que recentemente saiu na mídia que Doria estaria cogitado para ser candidato a presidência em 2018, substituindo nomes de tucanos tradicionais como Alckmin, Serra e Aécio. Observando assim, surge a pergunta, até que ponto a política de mais curtidas de João Doria está de fato impactando e efetuando mudanças em São Paulo? Porque as pessoas se simpatizam tanto com o prefeito, já que os resultados apontados não são como os que aparentam ser? Há de se destacar, realmente, a força da internet como plataforma de divulgação de ações? Até que ponto usar o Facebook como palanque conseguirá se sustentar e convencer o eleitorado brasileiro? E por último: Até quando vai durar essa lua de mel entre Doria e a população?

Este artigo foi escrito baseado no artigo de Marie Declerq publicado no site VICE. Não deixe de comentar sua opinião, complemento ou critica. Ah! Se encontrar algum erro, comente também.