Personalidades de Rondônia que brilham no Brasil inteiro e mantém a humildade

Por Juan Pantoja 05/01/2018 - 16:22 hs

Dizem que a fama é uma droga complicada. Estar no centro das atenções é um vício para as pessoas que se sentem atraídas pelos holofotes. Se muitos já tentem a ser assim a nível estadual, quiçá nacional. É fácil acostumar com muito prestigio e puxação de saco. Difícil é saber lidar.

Por isso, muitas "sub-celebridades" começam a agir de forma “estranha”, para não dizer esnobe e irritante.

Falando de Rondônia, onde uma vez ou outra algumas pessoas alcançam o sucesso e já pensam que são donas do mundo e não pisam nem no chão. Escrevi isso hoje para destacar aqueles que apesar de tanto prestigio mantém a humildade e postura correta. Sim, merecem ser destacados. Apesar de que deveria ser muito comum, não é? Afinal, a fama de alguém depende da admiração de muitas outras. É igual votar em político por ser honesto. Deveria ser obrigação, afinal, tá lá pra isso.

Lembro-me de uma história que ouvi de um cantor de Guajará-Mirim que estava começando a subir um degrau do sucesso que foi a um programa de rádio de outro estado conceder uma entrevista e o apresentador perguntou a ele qual era seu estado de origem, com vergonha de dizer que nasceu em Guajará e que era de Rondônia o individuo disse que era de Belém do Pará. Pronto. Dali praí foi só lapada atrás de lapada. Onde já se viu? O cidadão ter vergonha das suas origens.

Outra vez foi um jogador rondoniense de um time sub 17 que 'exigiu' que os seguranças de uma boate liberassem sua entrada. Na cara dura. Zombando de quem tava na fila esperando pra entrar. O pior. Os seguranças liberaram. Tsc, tsc.

E ainda teve um Dj que me reuni uma vez no shopping. Fiquei foi com medo de ele poder tropeçar em algum momento, pois o rapaz andava com a cabeça olhando pro teto. Peguei até corda, achei que o shopping estava com alguma rachadura no teto. Na hora, já sai de perto do "Alok da Amazônia".

Aqui vou citar apenas os nomes de pessoas que tive convivência e tenho algo a falar das atitudes que notei que me chamaram atenção. Os metidos a besta, não vou nem citar nomes. Ficará a critério de vocês adivinharem quem são. Esses não merecem nem estar onde estão. Mas o mundo é justo e como diz aquele ditado: Deus não dá asas a cobras.

Elsinho

A primeira vez que vi o jogador foi em um evento solidário realizado pela prefeitura de Porto Velho no bairro Aponiã. Ele bem simples, sendo tietado por todos os presentes, mantendo um sorriso de lado e dando atenção a cada uma das pessoas que o paravam para conversar e tirar foto. Ouvi dizer que o mesmo costuma sempre realizar eventos com a comunidade. Com roupa simples, Elsinho até aproveitou a mesma ocasião para jogar bola com a criançada do bairro, no campo de areia da Pedra (como é chamado).

Ele foi considerado o melhor jogador brasileiro no Japão. Que peso! Que orgulho! Ah, e na ocasião em que seu time estava comemorando a vitória no campeonato japonês, Elsinho levantou a bandeira rondoniense e gritou com orgulho''SOU DE RO!" enchendo de esperança o coração de jovens de todo nosso estado que sonham com o profissionalismo no futebol.

Elsinho tem um reconhecimento a nível mundial e que mesmo com todo prestigio e badalação mantém sempre a humildade e faz questão de dizer suas origens.

Willou e Waston

Os irmãos possuem mais de 1 milhão de seguidores no Youtube e são popularíssimo nas redes sociais. Seus vídeos ultrapassam 20 milhões de views. Tive pouco contato com os irmãos, mas o pouco que tive foi o suficiente para poder ter a certeza que eles merecem todo o reconhecimento e fama que eles têm e ainda vão ter mais pra frente.

Primeiro contato foi uma vez que marcamos uma conversa para uma entrevista. Por conta da intensa agenda, eles não puderam estar no dia e mesmo assim ligaram me pedindo desculpas e remarcando.

Segunda vez foi em uma postagem que fiz homenageando os dois pela participação no programa do Multishow. Watson veio no meu chat e agradeceu pela homenagem. Mais uma atitude que mostra preocupação, atenção e respeito pois os dois estão acostumados com muito prestigio e mesmo assim pararam para agradecer.

Pela última foi uma vez que nos encontramos no shopping para conversar sobre um projeto. Vou nem falar. Foram tranquilos e atenciosos. Apesar de quase não conseguirem chegar na mesa onde eu estava sentado com tanto fã ao seu caminho os abordando para tirar fotos.

Alan Pop

Por último e não menos importante Alan Pop - Há anos que Alan Pop é um fenômeno em Rondônia. Quem nunca dançou ao som de On The Beach? Hehe. Não tive contato, mas conheço amigos que tem. E sempre ouço coisas positivas sobre ele. Hoje o cantor e humorista mora em São Paulo, mas esteve por aqui recentemente participando do show de Réveillon realizado pela PMPV onde pode se mostrar novamente ao público e visitar alguns amigos que moram por aqui.

Então galera, é só isso. Foi só uma opinião e analise feita por mim mesmo sobre as personalidades que mesmo com toda badalação mantém a humildade e postura. Afinal, o sucesso não é para quem quer e nem para quem pode, é para quem merece e a humildade não é um adjetivo, é uma virtude. Até logo!

Fonte: Juan Pantoja