As universidades brasileiras mais respeitadas pelos empregadores

O nome escrito no seu diploma pode fazer grande diferença para a sua carreira. Veja as universidades brasileiras mais admiradas pelos empregadores

03/10/2017 - 19:11 hs

EXAME — Em qualquer processo de recrutamento, um dos primeiros dados exigidos do candidato é a universidade que ele frequentou. Embora não seja o único fator em análise, o nome escrito no seu diploma pode ter grande influência sobre as suas chances de conseguir a vaga.

Um levantamento recente da consultoria britânica QS (Quacquarelli Symonds)revela quais são as instituições de ensino superior mais admiradas pelos empregadores em todo o mundo, inclusive no Brasil.

O ranking traz as 495 universidades com as maiores notas em 5 quesitos: reputação no mercado de trabalho, desempenho profissional dos ex-alunos, parcerias com empregadores, presença de empresas no campus e proporção de ex-alunos que conseguem emprego em até 12 meses após se formarem.

A badalada Stanford ficou com o 1º lugar da lista global, cujo topo é dominado por instituições dos Estados Unidos. A instituição californiana obteve a nota máxima em quase todos os parâmetros analisados pela QS.

Universidade de São Paulo (USP) é a mais bem avaliada entre as brasileiras, e a 61ª melhor do mundo nesse quesito. Numa escala de 0 a 100, sua nota para “reputação no mercado de trabalho” foi 79,2. Já a nota geral da instituição paulista, que também leva em conta o desempenho de carreira dos ex-alunos e as parcerias com empresas, foi 66,3.

Apenas 8 universidades do Brasil apareceram na seleta lista da QS. Dessas, apenas duas são particulares: a PUC-SP, que ficou em 4º lugar no ranking nacional, e a PUC-RJ, que conquistou o 5º lugar.

Veja a seguir as instituições brasileiras mais respeitadas no mercado de trabalho, de acordo com o estudo da QS:

InstituiçãoPosição no ranking global de empregabilidade de ex-alunosNota geral (0-100)
Universidade de São Paulo (USP) 61º 66,3
Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 201º – 250º 32,3 – 37,9
Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) 251º – 300º 27,9 – 32,2
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) 301º – 500º 13,8 – 27,8
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) 301º – 500º 13,8 – 27,8
Universidade de Brasília (UnB) 301º – 500º 13,8 – 27,10
Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) 301º – 500º 13,8 – 27,11
Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) 301º – 500º 13,8 – 27,12