Eleições 2018: Renovação e novos nomes espalham os prognósticos à sucessão de Confúcio

16/10/2017 - 00:00 hs
Foto: Arquivo Pessoal
Eleições 2018: Renovação e novos nomes espalham os prognósticos à sucessão de Confúcio
Augusto Pellucio, do Livres

 

PORTO VELHO- Parecia que os caciques da política rondoniense caminhavam para uma disputa tranquila, morna e com resultados previsíveis. Tudo levava a crer que as eleições de 2018 seriam mais do mesmo. Com alguns nomes conhecidos a postos, o eleitorado cabisbaixo de tanto levar porrada, não via com bons olhos os mesmos políticos despontarem como favoritos. Nas redes sociais, o desalento era visível: “Tudo farinha do mesmo saco”.

 

Mas, de vez em quando a política prega uma peça e da caixinha surge uma surpresa nada agradável para aqueles que achavam que a galinha estava morta, que seriam eleitos em 2018 sem contratempos. O cenário nacional está mudando e não seria diferente em Rondônia. Com uma rede social cada vez mais atuante, o futuro de Rondônia pode ser diferente daquele projetado por políticos de carreira e acostumados a vencer eleições sem obstáculos.

Na semana passada o pré-lançamento da candidatura do jovem advogado e professor universitário Vinícius Valentin Radual Miguel, 32, caiu como uma bomba nos bastidores da política regional. Articulistas políticos antes reticentes, avaliam agora que um novo nome  poderá mudar o quadro na disputa eleitoral de 2018. Um não! Cinco novos nomes deverão disputar o pleito do ano que vem com raposas da velha política.

 


Além de Vini Miguel, mais quatro nomes são citados como certos. A deputada federal Mariana Carvalho (PSDB), notabilizada nacionalmente por ter lido a denúncia contra o presidente da República, Michel Temer é um destes nomes. O deputado federal Marcos Rogério (DEM) também é citado como provável candidato ao governo de Rondônia. O advogado  Chediak, do PCdoB, é mais um jovem que estará na disputa pela sucessão de Confúcio Moura. E não terminou por aqui. Pelo Livres, mais um nome jovem surge como opção. Trata-se de Augusto Pellucio, herdeiro do Grupo Pellucio, dona do Colégio Objetivo e da faculdade Porto FGV.

 

Como se vê, Acir Gurgacz (PDT), Ivo Cassol (PP) e Maurão de Carvalho (PMDB) terão muito com o que se preocupar. A galera que a menos de 15 anos estava no ensino fundamental, está disposta a desbancar as velhas raposas da politica estadual. Esta galera foi educada usando tecnologia moderna, a internet. Domina como ninguém esta nova ferramenta que será decisiva em 2018.