Colégio administrado pela PM abre 265 vagas para novos alunos em Ariquemes

Matrículas serão feitas pela internet a partir do dia 22 de janeiro. Apenados do regime semiaberto estão trabalhando na reforma da escola.

21/01/2018 - 19:04 hs
Foto: Diêgo Holanda/G1
Colégio administrado pela PM abre 265 vagas para novos alunos em Ariquemes
Colégio Tiradentes tem mais de 200 vagas para este ano

Unidade III do Colégio Tiradentes da Polícia Militar (CTPM) em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari abriu 265 vagas para ingresso de novos alunos em 2018. As matrículas serão realizadas online pelo site da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), a partir da próxima segunda-feira (22).

Durante o mês de janeiro, o prédio da escola está recebendo uma reforma, já que a estrutura é antiga e apresentava diversos problemas. A obra está sendo realizada com o trabalho de 12 apenados do regime semiaberto.

Os detentos estão fazendo reparos no piso, forro, telhado, pintura e reforma de banheiros e vestiários. A reforma vai custar cerca de R$ 150 mil.

Atualmente nove militares trabalham na escola, que fica no Setor 9. Por ser uma escola administrada pela polícia, existem regras baseadas no regime militar.

Uma delas é que homens não podem usar brinco ou piercing e precisam ter o cabelo cortado baixo. Meninas só podem usar maquiagem leve, esmalte em tom claro e usar o cabelo preso em coque. O uso de celular também é proibido dentro da unidade. Diariamente os alunos fazem formação no pátio, ordem unida e cantam hinos cívicos.

Opinião dos pais

 

O empresário Ademir Ribeiro matriculou o filho de 14 anos na escola ainda em 2017. Para ele, a redução da violência pesou na escolha pela instituição.

“Como esse projeto já foi aceito e aprovado eu quis trazer meu filho. Respeito à pátria e ao cidadão são fundamentos da escola e isso é visível em todos os alunos”, diz.

Outra mãe que apostou na escola é a zeladora Elessandra Perez. A filha dela, Ediane Carvalho, de 13 anos, já estudava na escola antes da militarização e decidiu permanecer após a mudança. “O colégio mudou muito depois que virou Tiradentes, principalmente o comportamento dos alunos”.

O diretor da escola Capitão PM Deivsson Bispo é ex-aluno da escola e comemora a alta procura que a instituição tem por pais interessados em vaga.

“O militar tem qualidades próprias como compromisso, respeito e disciplina e isso é algo muito valorizado aqui. A escola que era considerada uma das piores da cidade, hoje está tendo uma procura considerável”, analisou.

 

Confira as vagas por turno e turma:

 

MANHÃ
6º ano: 120 vagas
7º ano: 5 vagas
8º ano: 5 vagas
9º ano: 5 vagas

TARDE
1º ano: 50 vagas
2º ano: 20 vagas
3º ano: 30 vagas
9º ano: 30 vagas