Boates e empresas de eventos em Porto Velho poderão falir: Setor será o mais prejudicado com a pandemia

Por Juan Pantoja 27/05/2020 - 00:16 hs

Por conta do período de pandemia do coronavírus, no mundo inteiro, trabalhadores e empresários da área de eventos estão tendo enormes prejuízos, já que boates, casas de show e festas precisam ser canceladas. Nesta terça-feira (26), o congresso aprovou um auxilio para profissionais da cultura que de alguma forma também dependem de aglomerações para sobreviver. No entanto, enquanto os músicos e profissionais em geral se tranquilizam com a situação, o problema se torna cada vez maior para os empresários deste ramo.

Vamos falar de Porto Velho: alguns empresários de eventos possuem prédios próprios e poder aquisitivo o suficiente para se manter (por um certo tempo) enquanto dura esse caos. Outros, que pagam aluguel, tem que se virar nos 30 para conseguir manter ao menos o prédio garantido para aguardar o retorno ao normal. Mas, tenho uma péssima notícia: balada só ano que vem. Esse ano, após normalizar as coisas, os lugares que serão mais procurados pelos jovens - enquanto isso - são os postos de gasolinas e eventos privados.

As boates só poderão voltar ao normal e os grandes eventos só poderão acontecer em 2021. Sim, é uma pena. A agenda de eventos esse ano estava incrível. 

Um exemplo que podemos citar sobre 'se virar nos 30' é o da famosa Boate Broadway, em Porto Velho, que neste momento teve que criar pratos executivos e marmitas para a pronta entrega como forma de arrecadar lucros e manter a folha de pagamento - que já está reduzida.

Infelizmente há possibilidades reais de alguns lugares que levam entretenimento em Porto Velho fechem as portas nos próximos meses e nossa cidade poderá ficar ainda mais carente de lugares de lazer. Triste. Muito triste.

Juan Pantoja
é idealizador do EU IDEAL.