LEGISLATIVO 2022: nomes da capital que estão no páreo por uma vaga na Câmara e na ALE

Para alguns estreantes, 2020 foi um balão de ensaio do que seria a eleição pra valer: uma cadeira no parlamento estadual ou federal.

Por Sidney Oliveira 14/01/2022 - 12:43 hs

Apoio indispensável para qualquer governador ou presidente eleito, sem importar a coloração partidária, os deputados estaduais e federais desempenham papel importante para fomentar a economia e melhorar a vida da população, afinal fazer as leis são o papel deles.

Para alguns estreantes, 2020 foi um balão de ensaio do que seria a eleição pra valer: uma cadeira no parlamento estadual ou federal. Alguns foram eleitos e outros ficaram de fora por razão da escolha do partido e do coeficiente eleitoral, mas o fato é que a grande maioria deles estará no páreo em 2022.

São cotadíssimos para disputa de uma vaga na Câmara Federal os ex-candidatos a Prefeito de Porto Velho: Vinícius Miguel; Cristiane Lopes; Breno Mendes; Ramon Cujuí e Samuel Costa. Seus nomes estão frescos na cabeça do eleitor e alguns deles obtiveram números consideráveis. Vinícius ficando fora do segundo turno por muito pouco e Cristiane superando os 90 mil votos no embate direto contra o prefeito reeleito Hildon Chaves.

Para a disputa pela Assembleia Legislativa, alguns vereadores são dados como certos no pleito. O primeiríssimo deles é Edvilson Negreiros, reeleito para o terceiro mandato como vereador e atual presidente da Câmara é um nome forte para a disputa. Dr. Gilber e Raí Ferreira são outros dois vereadores que provavelmente disputarão uma cadeira na ALE com reais chances de vencer. Alecs Palitot, um campeão de votos, deve concorrer novamente à Assembleia, em 2018 ficou de fora por pouco e é um nome fortíssimo para alcançar uma cadeira.

Dos jovens políticos e ativistas que disputaram uma eleição pela primeira vez em 2020 e que tem potencial para concorrer na próxima eleição, destaco a jovem Maria Rita que com uma plataforma diferenciada alcançou um bom resultado em e tem chances de estar nas urnas este ano.

E por fim, uma aposta que faço é o vice-prefeito Maurício Carvalho, que deve ser candidato a deputado estadual no caso do Dr. Hildon não renunciar para disputar o Governo ou Senado. Candidatíssimo em 2018, abriu mão de uma disputa considerada fácil para engrossar a chapa de Expedito Júnior como candidato a vice-governador. Se Hildon não for candidato, com certeza Maurício será.