'Mãe, eu te atrapalho? O tio disse que eu atrapalho', disse Henry à mãe

Depoimento da cabeleireira que atendeu mãe do garoto, em salão de shopping, traz conversa no dia de suposta agressão de Jairinho

15/04/2021 - 13:48 hs

Em depoimento à polícia, uma das profissionais que atendeu Monique Medeiros no salão de beleza no dia 12 de fevereiro narrou a conversa que presenciou entre Henry, a mãe, e a babá por videochamada após a suposta agressão de Dr. Jairinho. De acordo com a cabeleireira, o menino perguntou se ele atrapalhava a mãe, após narrar a violência do padrasto.

– Mamãe, eu te atrapalho? Mamãe, o tio disse que eu te atrapalho – teria dito Henry à Monique, e ouvido a mãe dizer que “não, de forma alguma”.

Em seguida, o menino pediu que a mãe voltasse para casa e acrescentou: “o tio bateu”, ou “o tio brigou”. Nesse momento, a babá Thayna de Oliveira filmou a criança mancando.

A funcionária do salão de beleza disse ainda que depois da chamada de vídeo com o filho, Monique ligou para Jairinho e brigado com ele aos gritos.

– Você nunca mais fale que meu filho me atrapalha, porque ele não me atrapalha em nada – teria dito a mãe de Henry.

Ela ainda disse que caso o namorado demitisse a babá, ela iria embora de casa.

– Você não vai mandar ela embora, porque se ela for embora, eu vou junto. Porque ela cuida muito bem do meu filho. Ela não fez fofoca nenhuma. Quem me contou foi ele – acrescentou.

Após outra fala de Jairinho, Monique teria dito “quebra, pode quebrar tudo. Você já está acostumado a fazer isso”.

Depois da conversa com o namorado, Monique perguntou à profissional do salão se ela sabia de algum lugar no shopping que vendesse câmeras, e recebeu direcionamento de ir até uma loja de eletrodomésticos.

Monique Medeiros e Jairo Souza permanecem presos, acusados de envolvimento na morte do menino Henry, de 4 anos. Ele faleceu no último dia 8 de março, vítima de 23 lesões provocadas por “ações contundentes”, segundo laudo do IML.

Pleno.news