Equipe médica afirma que Paulo Gustavo não tinha comorbidade

Asma controlada do ator não agravou seu quadro de Covid-19

10/05/2021 - 13:12 hs

Paulo Gustavo tinha asma, mas estava controlada, e isso não agravou a situação dele durante o enfrentamento da Covid-19. A declaração é da equipe médica que cuidou do ator durante entrevista ao Fantástico, da TV Globo. No dia 13 de março, o ator deu entrada em um hospital no Rio de Janeiro e fez tomografia, que registrou menos de 10% do pulmão comprometido.

– Fiquei durante 53 dias rezando, pedindo a Deus que me desse força. A morte é uma coisa certa na vida da gente. A gente só espera que uma mãe vá na frente, porque é muito duro. Não estou bem, mas sou capaz de rir. Quando eu falo dele, eu rio, porque ele detestava quando eu chorava – declarou Déa Lúcia, mãe de Paulo Gustavo, em entrevista à jornalista Renata Ceribelli.

Paulo Gustavo deixou o parceiro, Thales Bretas, e dois filhos, Gael e Romeu, de um ano de nove meses.

*Estadão