Exagero: presidente da Câmara de Ariquemes usa verba pública com gastos suspeitos na pandemia; parlamentar é pré-candidato em 22

Câmara de vereadores realiza gastos desnecessários em tempo de economia com o erário público

11/05/2021 - 20:46 hs

EUIDEAL - A Câmara de Vereadores do Município de Ariquemes, presidida pelo Vereador Renato Garcia ou "Renato Padeiro", como é mais conhecido, celebrou no processo n° 0034/2021, a adesão de uma ATA de registros de preços no valor de R$ 102.000,00 para a contratação de uma empresa que vai realizar a digitalização de documentos da Casa de Leis.

Tudo seria normal, se não fosse a época a qual estamos passando, onde a economia e o enxugamento de recursos públicos devem ser levados em consideração devido a recessão causada pela pandemia da Covid-19. 

O serviço de digitalização de documentos é feito por uma impressora ou maquina de scanner que chega a custar até 3 mil reais em lojas de informática. Com mais uma equipe humana, de preferência jovens do programa “aprendizes”, esse serviço não custaria nem o valor de 50 mil reais pelo período de 12 meses, que é o tempo que a empresa contratada tem para realizar a digitalização de documentos da Câmara Municipal de Ariquemes. Faltou bom senso por parte da presidência e ainda a iniciativa de incluir jovens com endereço no próprio município nesse serviço, já que esse contrato foi feito com uma empresa de Minas Gerais.


O valor de uma impressora para digitalização de documentos.

Ao que indica, o atual presidente da Câmara, Renato Padeiro, não tem medido esforços para economizar a verba do contribuinte, pois está reportagem também apurou que há outros tipos de gastos desnecessários, como viagens terrestres para outros municípios utilizando o veículo oficial, inclusive aos finais de semana, gerando custos de diárias, combustíveis e verba indenizatória do gabinete do Vereador. Nossa equipe entrou em contato com uma assessora, pedindo a sua versão sobre esses fatos, porém não obteve resposta até o fechamento da matéria. 

O vereador se considera defensor dos “menores aprendizes” e até o presente momento não implantou no parlamento municipal.

O Jornal eletrônico Euideal.com está de portas abertas para escutar e divulgar o outro lado. Em anexo a esta reportagem, segue os documentos.