Faculdade de Porto Velho analisa mercado para implantar curso de digital influencer

O curso contará com dois anos de duração e entregará aos alunos concludentes, diplomas com a intitulação de Tecnólogo em Digital Influencer

02/08/2021 - 13:40 hs

Uma Instituição de Ensino Superior (IES) tradicional em RO estuda trazer para a Capital o curso acadêmico de Digital Influencer. O curso contará com dois anos de duração e entregará aos alunos concludentes, diplomas com a intitulação de Tecnólogo em Digital Influencer.

Segundo informações apuradas pelo portal “Euideal”, o mercado abrirá oportunidades para alunos formados trabalhar em cargos que envolvam Comunicação Digital, Planejamento Estratégico de Marketing, Gestão de Mídias Sociais e Técnico de Vídeo e Escrita.

Conforme uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, a procura por esse tipo de profissional tem crescido exponencialmente. Segundo a revista Infomoney, 84% dos profissionais de marketing entrevistados disseram que possuíam a intenção de criar ao menos uma campanha de marketing utilizando contas de personalidades influentes nas redes sociais.

O curso tem como objetivo "oferecer pensamento estratégico e de mercado para que as influenciadoras e os influenciadores digitais possam desenvolver seus negócios pessoais, municiando-os com ferramentas de Marketing e Comunicação Digital para conquistarem relevância, audiência e rentabilização". Assim como outros cursos do ensino superior, é necessário ter o credenciamento do MEC.

No Brasil já existem faculdades de graduação neste segmento comunicação social voltada para redes sociais, em especial para a ênfase em Digital Influencer. Pelo mundo também há opções por diversos países. A faculdade chinesa Yiwo Industrial and Commercial College (YWICC), por exemplo, oferece um curso de três anos sobre a mesma temática. A primeira turma conta com 33 estudantes, a maioria composta por mulheres. A grade do curso chinês apresenta diferenças em relação ao curso da universidade brasileira, visto que conta com aulas de maquiagem, desfile de passarela, sensibilidade fashion e performance de dança.


O mercado de Digital Influencer movimenta milhões de dólares por ano em todo o mundo, seja em contas de artistas de TV e cantores, ou de celebridades cuja fama vem apenas das redes sociais. A cantora Selena Gomez, por exemplo, é dona da conta do Instagram mais cara do mundo, arrecadando US$ 550 mil por postagem patrocinada na rede social. Huda Kattan, uma youtuber que conseguiu popularidade com vídeos de maquiagem na internet, também cobra um alto valor pelas postagens, cerca de US$ 18 mil por cada publicação paga no Instagram.

OPORTUNIDADE 

Ainda segundo informações apuradas pelo portal, a Faculdade quer que o professor do curso seja um influenciador local, por isso a instituição esta analisando as contas de influenciadores, observando o conteúdo, a criação e o engajamento para fazer o convite de lecionar na instituição.

EXISTE DIGITAL INFLUENCER EM RO?


Aqui na região temos várias sub-celebridades que se intitulam e trabalham como digital influencer’s. Tanto no ramo da moda, maquiagem e até artisticamente, já temos diversas personalidades locais fazendo barulho pelos canais do Facebook e Instagram. É certo que ainda não há aqueles com mais de 1 milhão de seguidores, o que equivale a quase toda a população do Estado de Rondônia, mas vários digitais influencer profissionais já estão arrecadando quantias para postar ou fazer o demonstrativo de produtos, serviços e empresas locais.

O que tem motivado investidores a anunciar pelo menos 1 só vez nas páginas desses seres da comunicação digital. Vamos aguardar a instituição avançar nos trâmites com o MEC, para anunciar em breve a tão desejada faculdade para o Digital Influencer se aperfeiçoar, otimizar e aquecer cada vez mais esse mercado em ascensão.

LEIA MAIS SOBRE 'INFLUENCER' NO EUIDEAL