Médico boliviano é denunciado por várias mulheres após cirurgias plásticas darem errado

Pesadelo: Página no Instagram faz graves denúncias contra cirurgião plástico boliviano por negligência

14/09/2021 - 12:10 hs

EUIDEAL - O que era para ser a realização de um sonho virou um pesadelo sem fim para dezenas de mulheres brasileiras que fizeram cirurgia plástica na Bolívia. 

Procedimentos que deram errado e deixaram sequelas irreparáveis, tanto física como psicológica. 

O caso dessas mulheres vieram a tona depois que uma delas criou um perfil no Instagram chamado meninasdaplastica bolivia para denunciar o cirurgião plástico, boliviano, Fredy Padilha.

A rede social chegou a outras vítimas com relatos estarrecedores. Uma delas mora no  município  de Candeias do Jamary.

O tribunal de ética médica da Bolívia cassou o registro profissional  de Fredy Padilha, que mesmo  impedido de atuar como cirurgião, continuou marcando cirurgias. 

Em média ele cobrava de 10 a 30 mil reais pelo serviço.  A clínica em que  ele realizava os procedimentos, no país vizinho, não possui UTI e foi interditada por fiscais da saúde após identificarem uma série de irregularidades.  

Fredy Padilha  também possui registro profissional de médico no Brasil, mas já não estava atuando aqui no país há meses. A justiça boliviana já tomou conhecimento dos relatos das vítimas e já intimou o médico à depor. 

Veja postagem da reportagem sobre o fechamento das clínicas do FREDY PADILLA no perfil:


Até o fechamento desta matéria, Fredy não havia se apresentado à polícia.