Homem que achava sofrer de refluxo até descobrir câncer faz alerta; 'muito cuidado'

O tumor de 10 cm só foi descoberto após vários diagnósticos errados

14/09/2021 - 15:35 hs

Depois de sofrer por anos com dores no estômago, o australiano Matt Best, de 39 anos, descobriu que o refluxo ácido diagnosticado repetidamente pelos médicos, na verdade, tratava-se de um câncer. Um exame de colonoscopia revelou um tumor em seu intestino grosso do tamanho de uma laranja.

Antes do diagnóstico correto, o homem acreditava que as dores eram causadas pelo excesso de álcool e alimentos ricos em gordura. Ele só ligou o sinal de alerta após sentir fraqueza na academia. Foi quando, ele resolveu fazer exame de sangue e os resultados mostraram que ele estava anêmico – um sinal de câncer de intestino frequentemente esquecido pelos médicos.

A anemia é causada por três coisas: a degradação dos glóbulos vermelhos, perda de sangue e diminuição da produção de glóbulos vermelhos devido à deficiência de ferro.  Este último pode ser um sinal de alerta precoce de câncer que muitas vezes não é considerado, porque pode ser causado por uma infinidade de outras condições, incluindo menstruação e gravidez. No entanto, a deficiência de ferro é incomum entre os homens.

home fala sinais de câncer
Crédito: Reprodução/Instagram/MattBestAustraliano é erroneamente diagnosticado com refluxo antes de descobrir câncer

Segundo Matt, o câncer de intestino estava em estágio 3. Isso significa que tinha se espalhado para o tecido e os nódulos linfáticos ao redor do intestino, mas não para os órgãos próximos. “Fiquei chocado, confuso, entorpecido, tinha 4.000 perguntas”, lembra Matt, em entrevista ao Daily Mail.

Sinais de alerta

O câncer de intestino abrange os tumores que se iniciam na parte do intestino grosso chamada cólon e no reto (final do intestino, imediatamente antes do ânus) e ânus. Também é conhecido como câncer de cólon e reto ou colorretal.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), a doença tratável e, na maioria dos casos, curável, ao ser detectada precocemente, quando ainda não se espalhou para outros órgãos.

Os primeiros sintomas de câncer de intestino podem ser confundidos com as queixas comuns, levando muitas pessoas a ignorarem os sinais de alerta e, com isso, atrasarem o diagnóstico.

O câncer de intestino pode causar a anemia porque os tumores liberam substâncias químicas que estimulam a formação de novos vasos sanguíneos. À medida que os tumores crescem, o vaso se rompe, levando à perda de glóbulos vermelhos.

Além da anemia, os sintomas pode incluir:

  • Inchaço
  • Cólicas estomacais
  • Sangue ou muco nas fezes
  • Diarreia ou prisão de ventre
  • Dor abdominal
  • Perda de peso sem causa aparente
  • Fadiga

Como prevenir

Alimentação saudável, manutenção do peso corporal e prática de atividades são a tríade da prevenção ao câncer de intestino, segundo os especialistas. Uma alimentação saudável é composta, principalmente, por alimentos in natura e minimamente processados, como frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outras leguminosas, grãos e sementes.

Além disso, o INCA recomenda evitar o consumo de carnes processadas (por exemplo salsicha, mortadela, linguiça, presunto, bacon, blanquet de peru, peito de peru, salame) e limitar o consumo de carnes vermelhas até 500 gramas de carne cozida por semana.

Não fumar e não se expor ao tabagismo também ajudam a evitar esse tipo de câncer.

Catraca Livre