Franquia de Rondônia é a primeira a lançar NFT de calçado feminino na rede Blockchain

Dona Mocinha estréia neste mês na plataforma que mistura mundo físico com virtual

21/12/2021 - 13:28 hs

A visionária CEO Ana Clara Gisbert proprietária da franquia, anuncia neste mês a sua estréia na Blockchain, sendo a primeira franquia brasileira a lançar calçado feminino em NFT (token não fungível, na sigla em inglês) e a ter uma moeda própria dentro do ecossistema franchising, Ana clara afirma: “é um projeto muito inovador e revolucionário, estamos ansiosos com nosso plano digital dos próximos 2 anos, é um orgulho para nós sermos a primeira franqueadora brasileira a criar uma moeda digital própria é uma coleção  em NFTs, estamos todos ansiosos com o projeto” dispara Clara Gisbert. 

 

O lançamento do sapato em NFT, será leiloado na plataforma Binance entre os dias 22 a 25 deste mês (o lance inicial começa em 8 mil reais, com valor final inestimável no momento), além de um token próprio da marca DM Crypto Brasil.                    

E já adiantou.. “A coleção completa em NFT poderá ser adquirida a partir de fevereiro de 2022”.


No centro das atenções do mercado de criptoativos e blockchain no ano de 2021, os tokens não fungíveis têm ganhado cada vez mais espaço no setor da moda e, graças às suas características, os NFTs também alcançaram o mundo dos amantes de sapatos, ganhando a atenção da Dona Mocinha, que pode estar repensando o seu projeto de calçados digitais.  


A franquia de calçados Dona Mocinha que na pandemia enfrentou o fechamento do varejo físico durante a pandemia foi compensado com o forte crescimento nas vendas em canais digitais , assim consolidou seu espaço no mundo virtual com a estréia do E-commerce e a participação em duas edições da São Paulo Fashion Week em formato online, acaba de anunciar a nova estratégia para explorar o mercado global de Nfts. 


Com a sua adaptação ao futuro da realidade virtual, a Dona Mocinha além de vislumbrar a expansão da franchising, que já chamou atenção de investidores do mercado financeiro, busca a divulgação dos seus produtos em escala global.


“Essa euforia em torno do Metaverso é uma grande oportunidade para a nossa meta”, comemora Ana Clara Gisbert sobre a grande aceitação da plataforma, na qual o mundo físico se mistura a Realidade Aumentada e Virtual. 


O metaverso é um conceito que mescla o virtual e a realidade aumentada. Isso significa que o metaverso pode ser entendido como uma vivência em um espaço virtual, só que com influências reais nesse ecossistema. 


O mercado de NFTs vive um momento de crescimento, popularização e adoção por grandes marcas. Fora do brasil, empresas como Pizza Hut, Nike, NBA e NFL também criaram tokens não-fungíveis, que têm sido comercializados por milhares de dólares nos principais marketplaces de NFTs do mundo.