Tenente mata o próprio marido e simula assalto em SP

Esposa, investigada por atirar contra marido, é tenente dentista do Exército

27/01/2022 - 22:25 hs

247 - O empresário Bruno Piva Júnior, de 52 anos, morreu após passar mais de 50 dias internado depois de ser baleado pela esposa, de 41, que é tenente dentista do Exército. O crime ocorreu em Praia Grande, no litoral de São Paulo e, a princípio, a mulher tentou convencer os policiais que foram atender a ocorrência que o disparo havia sido feito por um ladrão em uma tentativa de assalto. A reportagem é do portal G1.

A reportagem não localizou a defesa da tenente até a última atualização desta reportagem, mas apurou que ela relatou em depoimento que era agredida pelo marido e que ele desviou dinheiro dela, mas não registrou boletim contra o companheiro. A polícia ainda apura o caso. O exército informou que, por não se tratar de um crime militar, o caso está tramitando na Justiça Comum.

O crime aconteceu no início de dezembro de 2021 e a tenente chegou a ser presa em flagrante após balear o marido, durante uma discussão na residência do casal.

À época, os policiais estavam em patrulhamento quando receberam a informação de que havia um homem ferido por disparo de arma de fogo no tórax. Ele estava na esquina das ruas General Leitão de Carvalho e Marechal Eurico Gaspar Dutra, no bairro Boqueirão.