Personal trainer e esposa flagrada com mendigo reaparecem após um mês após escândalo

Na postagem o personal aparece abraçando Sandra, ele ressaltou os dias de sofrimento que enfrentaram

25/04/2022 - 11:52 hs

O personal trainer, Eduardo Alves, que flagrou a esposa e o ex-mendigo Gilvado Alves mantendo relações sexuais dentro do carro, publicou nas redes sociais uma declaração a amada, que recebeu alta da clínica psiquiátrica onde estava internada.

Na postagem o personal aparece abraçando Sandra Mara Fernandes, ele ressaltou os dias de sofrimento que enfrentaram e agradeceu pelo casamento e família que construíram juntos.

“A aliança do casal é o maior vínculo de união deixado por Deus, pois transpõe os obstáculos que surgem na caminhada. Foram dias de sofrimento e luta, mas hoje temos a alegria de estarmos juntos, com nossos filhos, família, amigos e todos aqueles que investiram seu precioso tempo em oração por nós. Somos gratos primeiramente a Deus, aos nossos familiares, amigos e todos que colaboraram para o restabelecimento da saúde da @sandramarafernandesoficial e apoio familiar. Te amo, meu amor”, escreveu Eduardo.

A publicação recebeu, até o momento, mais de 90 mil curtidas e quase 10 mil comentários, a maioria elogiando a união do casal.

Sandra Mara esteve internada em uma clínica desde que teve relações com um morador de rua e foi liberada recentemente.

A mulher, de 33 anos, concluirá o tratamento em casa, mas ainda realizará consultas periódicas com psicólogos e psiquiatras. Ela também faz acompanhamento para pacientes vítimas de violência sexual em ambulatório do Sistema Único de Saúde (SUS).

A repercussão fez com que o personal trainer Eduardo Alves adquirisse status de influenciador digital ao reativar sua rede social.

Com 160 mil seguidores — muito mais do que tinha antes dos socos e pontapés do morador de rua —, ele dá dicas de condicionamento físico e presta consultoria aos seguidores. Na página, ele não comenta sobre o caso envolvendo a esposa e o ex-sem teto. Investigação em Brasília

A Polícia Civil de Planaltina (DF) segue investigando o que aconteceu de fato na noite em que Givaldo Alves foi flagrado pelo personal trainer transando com a sua esposa, no interior do carro dela.

O profissional de Educação Física, que espancou Givaldo, alega que sua mulher, Sandra Mara Fernandes, estava sob uma espécie de surto psicótico, e que o então morador de rua teria se aproveitado da situação.

Givaldo deve ser ouvido ainda esta semana sobre o caso em sede policial, e a expectativa é de que o inquérito seja finalizado nos próximos dias, após quase 2 meses de investigações na 16ª DP (Planaltina).

O advogado de Givaldo, Mathaus Agacci, que foi contratado por um investidor de criptomoedas para defendê-lo, afirma que o ex-sem-teto foi intimado a comparecer na delegacia como vítima, e que não acredita em indiciamento de seu cliente. O inquérito corre sob sigilo.

No Amazonas é Assim