Seja bem vindo
Porto Velho,11/08/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

Lula ataca empresários e banqueiros: 'Banqueiro não vota em mim'

Lula já criticou os banqueiros em outras ocasiões

Foto: Sérgio Lima
Lula ataca empresários e banqueiros: 'Banqueiro não vota em mim'


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou nesta sexta-feira (1º, jul.2022) empresários brasileiros, afirmando que “parece que o mundo gira em torno deles”. Segundo ele, “na cabeça dessa gente”, não existe pobreza.

“Eu tenho feito reuniões, vários jantares com empresários, e eu faço porque eu gosto de discutir abertamente. É o seguinte: na cabeça dessa gente, não existe pobreza. Não existe fome, não existe gente dormindo na rua, na sarjeta, não tem criança morrendo de desnutrição”, disse o ex-presidente em entrevista à rádio Metrópole, de Salvador. “Essa gente só fala em teto de gasto, em política fiscal, ou seja, eles não falam em política social, em distribuição de renda, em distribuição de riqueza.”

Lula já criticou os banqueiros em outras ocasiões. Em 14 de junho, Lula cobrou ajuda da categoria para acabar com a pobreza no Brasil. Na ocasião, disse que os banqueiros só atuam em favor dos seus próprios interesses.

“Esses dias eu fiz reunião com alguns banqueiros importantes e falei: ‘porra, vocês não pensam no povo? Vocês não pensam na pobreza? Vocês não pensam no povo que tá na rua? Vocês não pensam no povo que não tem o que comer? Vocês só querem ganhar dinheiro’”, disse Lula nesta 6ª feira (1º.jun).

O pré-candidato à Presidência também afirmou ter certeza de que não recebe o voto dos banqueiros e atacou a postura de bilionários que, em sua visão, se recusam a retribuir os trabalhadores com melhores salários.

“Banqueiro não vota em mim. Eu tenho certeza de que não vota em mim, porque eles olham a minha pele assim e falam: ‘pô, esse cara nem sabe falar direito, esse cara é nordestino, não tem diploma universitário, depois esse cara ganha e ele quer aumentar salário de trabalhador, depois ele quer regularizar trabalho da empregada doméstica, depois a empregada da minha mulher vem trabalhar na 6ª feira com perfume que a minha mulher usa’”, disse.

Segundo o petista, a categoria busca por um presidente que “não cheira e nem fede” e que seja neutro diante de questões sociais.

“Esse presidente pobre vai incentivar o povo a viajar de avião e aí os aeroportos vão virar rodoviária. Então, não pode, tem que vir alguém que não cheira e nem fede, sabe?”, disse Lula. “As pessoas que são neutras, não fazem bem, não fazem mal, mas também não fazem nada. E o Brasil tá precisando de alguém que faça alguma coisa.”

Em maio, o petista disse que o teto de gastos só existe porque os “banqueiros são gananciosos”. Ele é a favor do fim da política.

Poder360



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login