Seja bem vindo
Porto Velho,03/10/2022

  • A +
  • A -
Publicidade

O misterioso caso do jornalista desaparecido na Síria há 10 anos

Foto: g1.globo.com
O misterioso caso do jornalista desaparecido na Síria há 10 anos




Autoridades sírias negam deter o jornalista americano Austin Tice — ele foi visto pela última vez vendado em um vídeo postado na internet após sua captura. O jornalista Austin Tice foi capturado na Síria há 10 anos e seu paradeiro é desconhecido
Família Tice via BBC
O presidente americano Joe Biden disse que os Estados Unidos têm certeza de que um jornalista do país, sequestrado uma década atrás, está detido pelo governo da Síria.
Austin Tice, ex-fuzileiro naval, foi capturado perto da capital síria, Damasco, em 14 de agosto de 2012, enquanto cobria a guerra civil do país, segundo sua família.
"Sabemos com certeza que ele foi detido pelo regime sírio", afirmou Biden. Ele instou a Síria para "trabalhar conosco para podermos trazer Austin para casa".
O presidente da Síria, Bashar al-Assad, não confirmou se Tice está detido pelo seu governo. Anteriormente, outras altas autoridades sírias negaram a detenção do jornalista.
Nenhum grupo assumiu a responsabilidade pela captura e seu paradeiro é desconhecido do público.
Tice completou 41 anos no último dia 11 de agosto e seu sequestro é um dos mais longos envolvendo cidadãos americanos. Ele foi visto pela última vez, vendado e aparentemente em dificuldades, em um vídeo postado na internet semanas após a sua captura.
Sua mãe, Debra Tice, declarou ao site de notícias sobre política Axios que o caso da estrela americana de basquete Brittney Griner — para quem os Estados Unidos ofereceram à Rússia uma troca de prisioneiros — mostra "como as coisas funcionam quando o governo tem vontade".
'Me mostre'
Debra Tice declarou recentemente à emissora CBS News que o governo Biden não estava fazendo o suficiente para trabalhar com a Síria para trazer seu filho para casa.
"O governo dos Estados Unidos trabalhou muito para me convencer que está trabalhando nisso", disse ela. "Minha resposta é: não me conte. Me mostre."
Dois funcionários do governo Trump viajaram para a Síria dois anos atrás, em uma tentativa de trazer Austin Tice para casa. Eles voltaram depois que autoridades sírias se recusaram a negociar enquanto soldados americanos permanecessem no país.
A mãe do jornalista quer saber por que as negociações não continuaram.
"Sei que o governo americano não falou diretamente com o governo sírio para pedir uma reunião", afirmou.
A declaração do presidente Biden aparentemente se referia ao seu encontro de maio com os pais de Tice na Casa Branca, afirmando que ele "prometeu" para eles e para o povo americano devolver os cidadãos dos Estados Unidos detidos erroneamente no exterior.
"A família Tice merece respostas e, o mais importante, merece ser reunida rapidamente com Austin", disse Biden.
- Este texto foi publicado originalmente em https://www.bbc.com/portuguese/internacional-62560810



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login