Seja bem vindo
Porto Velho,02/02/2023

  • A +
  • A -

Ex-presidente do TRE de RO: Desembargador aposentado Renato Mimessi se reúne em ato bolsonarista no Rio de Janeiro

Desembargador aposentou em 2021 e foi juiz eleitoral e presidente do TRE de Rondônia


Ex-presidente do TRE de RO: Desembargador aposentado Renato Mimessi se reúne em ato bolsonarista no Rio de Janeiro Ex-desembargador Renato Mimessi Credito da imagem: Reprodução Credito da imagem: Reprodução

Informações do Painel Político-  O desembargador aposentado, que presidiu o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, Renato Martins Mimessi, foi flagrado gravando vídeos em frente a um quartel do Exército no Rio de Janeiro onde tece críticas ao resultado das eleições deste ano.

“A propaganda eleitoral foi desequilibrada, a tendenciosidade foi tão grande que foi como se a Justiça tivesse levantado de seu trono, tirado a venda dos olhos e levantado a sua espada contra tudo aquilo que era conservador e de direita”, concluiu. O ex-magistrado ainda usou o termo ‘descondenado’, ao referir-se a Lula da Silva, presidente eleito em outubro deste ano.

Mimessi foi magistrado por 39 anos, foi presidente e decano do Tribunal de Justiça e aposentou-se em 2021. Ao longo de sua carreira presidiu também o Tribunal Regional Eleitoral.
Chegou ao ápice da carreira jurídica, sendo desembargador aos 35 anos e foi um dos grandes incentivadores para que o TJRO entrasse na era da digitalização.

No vídeo divulgado na última quinta-feira, o desembargador colocou em dúvidas o resultado das eleições, “o TSE [Tribunal Superior Eleitoral] a quem incumbiria estar dando respostas, esclarecendo dúvidas não faz nada, tenta “patrolar” essa eleição. Foi uma das piores eleições de todos os tempos: suspeita, tendenciosa e que se procurou calar através de instrumentos de força pessoas e órgãos de comunicação de direita”, anotou.

Mimessi também cobrou ‘a liberação do código fonte das urnas eletrônicas’, o que foi feito diversas vezes pelo Tribunal Superior Eleitoral, inclusive em agosto deste ano os militares puderam conferir o software utilizado nas urnas, conforme divulgado pelo próprio TSE.

Mimessi, em 2016, criticou a postura dos ministros do Supremo Tribunal Federal, e a conduta de magistrados.






COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login