Seja bem-vindo
Porto Velho,21/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Influenciador digital é alvo de ataques homofóbicos após divulgar trabalho como provador de roupas para a loja Adoro Luar

Fonte: EUIDEAL
Influenciador digital é alvo de ataques homofóbicos após divulgar trabalho como provador de roupas para a loja Adoro Luar Reprodução
Publicidade

EUDIEAL - Matheus Eduardo, mais conhecido como matheuxedu em suas redes sociais, enfrentou uma onda de comentários homofóbicos após anunciar um novo projeto como provador de roupas para a loja Adoro Luar em sua plataforma digital. O influenciador, que acumula mais de 31 mil seguidores no Instagram, é reconhecido por seu trabalho como DJ dragqueen, com vídeos que ultrapassam a marca de 3 milhões de visualizações no Instagram e no TikTok.

O lançamento dos novos modelos de roupas, que consiste em Matheus divulgar peças de roupas da loja Adoro Luar em sua rede social, foi ofuscado pelos comentários preconceituosos que inundaram seus perfis. Apesar da grande parte de seus seguidores demonstrarem apoio e solidariedade, alguns usuários deixaram mensagens de ódio e intolerância, criticando sua identidade de gênero.



Diante da situação, Matheus recebeu o apoio de amigos e seguidores, que se manifestaram contra a homofobia presente nos comentários. "Loja linda, trabalho impecável. E é inaceitável que mesmo após tantas lutas de diversas pessoas, ainda existam pessoas com comentários tão destrutivos e maldosos. Homofobia é crime. E em momento algum o profissional do vídeo ultrapassou qualquer limite chamado RESPEITO.", afirmou a usuária advogadabrendalmeida.

Assista ao vídeo.



De acordo com a legislação brasileira, a homofobia é considerada crime e pode acarretar penalidades sérias aos infratores. Aprovada pelo Supremo Tribunal Federal em junho de 2019, a criminalização da homofobia equiparou a prática ao crime de racismo, com pena de até cinco anos de prisão.

A equipe de Matheus Eduardo não se pronunciou oficialmente sobre o ocorrido, mas o influenciador tem reforçado sua posição contra o preconceito em suas redes sociais, incentivando a tolerância e o respeito à diversidade.

Para mais informações sobre a legislação relacionada à homofobia e suas penalidades, acesse o site oficial do Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.