Seja bem-vindo
Porto Velho,17/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Visando acesso digital, Dra Taíssa indica aquisição de antenas Starlink para comunidades indígenas e quilombolas

'É sobre promover a igualdade de oportunidades para todos”, expressa a deputada.


Visando acesso digital, Dra Taíssa indica aquisição de antenas Starlink para comunidades indígenas e quilombolas
Publicidade

A deputada estadual Dra. Taíssa (Podemos) protocolou uma indicação parlamentar ao Governo de Rondônia visando a aquisição de antenas Starlink para comunidades indígenas e quilombolas em Rondônia. O acesso à internet em áreas remotas significaria o acesso a uma série de oportunidades educacionais, econômicas e sociais até então inacessíveis.

 

As antenas Starlink prometem revolucionar o acesso à internet em áreas remotas. Utilizando uma constelação de satélites em órbita terrestre baixa, essas antenas têm o potencial de proporcionar conexões de alta velocidade em locais onde a infraestrutura tradicional de internet é limitada ou inexistente.

 

Para as comunidades indígenas e quilombolas, a chegada das antenas representaria muito mais do que simplesmente acesso à internet. Significaria o acesso a uma série de oportunidades educacionais, econômicas e sociais até então inacessíveis. Em termos educacionais, o acesso à internet de alta velocidade permitiria que escolas nessas comunidades oferecessem currículos mais abrangentes e atualizados, além de possibilitar o acesso a cursos online e materiais educacionais diversos.

 

No aspecto econômico, a internet rápida abriria portas para empreendimentos locais, possibilitando que pequenos produtores e artesãos alcancem mercados mais amplos e vendam seus produtos online. Além disso, o acesso a informações sobre preços de mercado e técnicas de produção poderia impulsionar ainda mais a economia local.

 

Socialmente, a conectividade via Starlink poderia ajudar a reduzir o isolamento dessas comunidades, permitindo o contato com familiares distantes, acesso a serviços de saúde remotos e participação em redes sociais e iniciativas comunitárias. “É sobre promover a igualdade de oportunidades e garantir que ninguém seja deixado para trás na era digital”, expressa a deputada.

 

Texto: Rosa Rodrigues / assessoria parlamentar
Foto: Divulgação




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.