Seja bem-vindo
Porto Velho,17/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Jogo Sujo: fotos de nudez e vídeos p0rnogr4ficos ligados a pré-candidato a prefeito são divulgados; fato já foi desmentido pela Justiça

Pré-candidato a prefeito de Porto Velho é alvo de ataques via WhatsApp, mas investigação comprova que não há ligação.

Com informações do Blog do Salina
Jogo Sujo: fotos de nudez e vídeos p0rnogr4ficos ligados a pré-candidato a prefeito são divulgados; fato já foi desmentido pela Justiça Foto: Reprodução / Rema TV
Publicidade

Publicidade
O advogado Ricardo Frota (Novo), pré-candidato a prefeito de Porto Velho, está sendo alvo de ataques através do WhatsApp. O aplicativo está sendo usado para a distribuição de fotos obscenas, como se o homem nas imagens fosse ele. Apenas algumas fotos são compartilhadas, aparentemente com a intenção de confundir o eleitorado.


Já houve um inquérito de importunação sexual movido contra o advogado, mas ficou claro que alguém se passou por ele para enviar fotos obscenas para uma mulher casada. A mulher seria amiga de uma ex-namorada de Ricardo Frota. A questão é que o homem que aparece nu nas fotografias não é ele.

A intenção de prejudicar o advogado fica evidente na conversa de WhatsApp, durante a importunação. A pessoa que se passa por ele envia inicialmente fotos de Ricardo Frota colhidas nas redes sociais, e depois, sem muita conversa, começa a enviar fotos de um homem nu e também do homem mantendo relações sexuais com outra mulher.

A mulher alvo da importunação sexual denunciou o caso em sigilo, e o Ministério Público instaurou um inquérito confidencial. Ricardo Frota questionou o procedimento, enfatizando que poderia ter havido mais cautela. Ele pontuou que antes da instauração do inquérito, era possível fazer um rastreamento para verificar que o número de telefone usado para importunação nunca foi dele e que ele também não era o homem que aparece sem roupa nas fotografias.

Em 60 dias, o Ministério Público não conseguiu produzir provas contra Ricardo Frota e pediu mais 90 dias ao Juízo. Depois, pediu mais 180 dias, e em seguida, mais 180. Ricardo chegou a reclamar da situação para o juiz da causa.

O Ministério Público já reconheceu a improcedência da denúncia e pediu a absolvição de Frota. No entanto, ele reiterou que não quer ser absolvido apenas pelo parecer do MP, mas sim por uma decisão judicial.


Ricardo Frota disse que a situação é constrangedora e que o objetivo de as fotos que estão no inquérito sigiloso agora estarem sendo distribuídas através do WhatsApp é claramente prejudicar sua pré-candidatura. Ele pondera que está tudo sob segredo de Justiça, embora as fotos que constam no inquérito estejam sendo distribuídas pelo WhatsApp. A decisão deve ser proferida nos próximos dias, e ele declarou que vai se manifestar publicamente no final da ação.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.