Exclusivo: Hildon se sente traído por Tezzari após foto no escritório de Léo Moraes e manda exonerar todos os cargos do ex-presidente

15/09/2020 - 22:13 hs
Foto: Arquivo Pessoal

PORTO VELHO-RO: Como diz o velho ditado "Política é como nuvem. Você olha ela está de um jeito. Olha de novo e ela já andou". Essa semana foi decisiva para o definir o futuro de Porto Velho, para os próximos 4 (quatro) anos.

Conforme informou com exclusividade uma fonte ligada ao EUIDEAL, o prefeito Hildon Chaves, do PSDB, que definiu nesta terça-feira (15 de Setembro), que vai disputar à reeleição nas eleições deste ano, se sentiu totalmente traído pelo seu ex-companheiro de gestão Thiago Tezari, que presidiu a EMDUR durante maior parte da gestão.

Tezzari foi fotografado no escritório do Deputado Federal Léo Moraes acompanhado do advogado Oscar Netto, presidente Estadual do PODEMOS aliado de carteirinha de Léo Moraes, e do Deputado Estadual Eyder Brasil, pré-candidato do PSL à prefeitura de Porto Velho. Após a foto, Tezzari passou a ser chamado de traidor, por, segundo afirma a fonte, ter iniciado uma conversa com o maior desafeto do prefeito Hildon na política, o Deputado Léo.

A conversa desagradou tanto o prefeito, que foi dado uma ordem que todos as dezenas de cargos de Tezzari deverão ser exonerados, em até no máximo uma semana, inclusive o atual presidente da Emdur, Ricardo, comprometendo totalmente uma possível candidatura de Tezzari.

Até o momento não se sabe que fez a cabeça do prefeito para que ele tivesse criado um ódio de Tezzari, que foi um dos nomes que mais ajudou na popularidade da gestão com o excelente trabalho desenvolvido na EMDUR.

Por EUIDEAL.COM