IBOPE: Decisão judicial traz à tona números da simulação de segundo turno na capital

Pesquisa do Ibope divulgada no último dia 11 dizia que no segundo turno Hildon teria 49% e Cristiane 33%

19/11/2020 - 11:02 hs

O teor de uma decisão da Justiça Eleitoral esclareceu que a última pesquisa do Ibope, divulgada em Porto Velho no dia 11 deste mês, apontou para uma vitória de Hildon Chaves (PSDB) sobre Cristiane Lopes (PP). A pesquisa cita que no segundo turno Hildon tem 49% da intenção de votos, enquanto Cristiane tem 33%. A decisão foi proferida devido a uma ação movida pela própria candidata do PP contra uma internauta.
 
Na decisão judicial é citado que Cristiane Lopes entrou com uma ação alegando que a internauta havia divulgado fake news ao citar que Hildon Chaves teria 49% das intenções de voto no segundo turno. A candidata do PP alegou que, segundo o Ibope, ela teria 33%, e Hildon 29%.
O magistrado, no entanto, determinou uma busca no site do Ibope, verificando “que o resultado da projeção feita para um suposto 2º turno entre o candidato Hildon Chaves e a candidata Cristiane Lopes realmente é de 49% para o primeiro, e de 33% para a segunda”.
 
Dessa forma a Justiça Eleitoral não concedeu a liminar pretendida por Cristiane Lopes e não determinou a retirada da postagem no Facebook.
 
O que houve
 
O site G1 teria cometido uma falha e por alguns minutos manteve postada a informação que a pesquisa do Ibope apontava para uma vitória de Cristiane Lopes sobre Hildon Chaves no segundo turno, por 33% a 29%. Acontece que em seguida a informação foi corrigida, sendo postado no G1 que Hildon teria 49% das intenções de voto e Cristiane 33%.
 
Depois disso a candidata Cristiane Lopes recorreu à Justiça e conseguiu que a simulação feita pelo Ibope entre os candidatos em Porto Velho, em um segundo turno, não fosse mais divulgadas. Assim, o G1 teve que retirar a simulação.
 
No UOL está postada a matéria mostrando a pesquisa do Ibope que aponta Hildon com 49% das intenções de voto no segundo turno, e Cristiane Lopes com 33%. Como a candidata não entrou com ação contra o UOL, a informação não foi retirada do site.
 
Sobre a pesquisa
 
Pesquisa encomendada pela Rede Amazônica
Margem de erro: 4 pontos percentuais para mais ou para menos
 
Quem foi ouvido: 504 eleitores da cidade de Porto Velho
 
Quando a pesquisa foi feita: de 9 a 11 de novembro
 
Número de identificação na Justiça Eleitoral: RO-09335/2020
 
O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerando a margem de erro.

(Fonte: Rondiniaovivo)