Cristiane Lopes tenta intimidar a imprensa rondoniense

26/11/2020 - 21:16 hs

Atuando como jornalista, a candidata a prefeita pelo Partido Progressistas - PP, mesma legenda do ex-senador Ivo Cassol e da atual deputada federal Jaqueline Cassol, Cristiane Lopes, tem se empenhado e utilizado seus assessores para intimidar a imprensa rondoniense com processos judiciais.


Na semana passada, o site EUIDEAL foi vítima da candidata em uma ação que ela teria alegado que o portal teria religado uma montagem afim de prejudicar sua candidatura, o que mais tarde foi negado pelo próprio Ministério Público Eleitoral que manifestou pelo julgamento sem resolução do mérito, dando parecer contrário aos pedidos da candidata.

Recentemente, um ex apoiador da candidatura da jornalista, o site News Rondônia que tem como âncora o ativista digital Carlos Caldeira, também foi vítima de mais um processo por parte da candidata, como ele mesmo informa em sua rede social, revoltado com a tentativa de intimidação: 


Caldeira já tinha declarado apoio à candidatura de Cristiane e retirou seu apoio após receber a notícia de que o Jornal da qual é funcionário teria sido alvo de processo.

Ainda nos comentários da publicação, uma ex-candidata do Partido de Cristiane, o PP, mesma legenda do ex-senador de Ivo Cassol e da atual deputada federal Jaqueline Cassol, Livia Costa, também jornalista, manifestou repúdio da ação da candidata em tentativa de censurar a imprensa, na qual ela mesma é uma profissional da área.


Outro profissional da área que também manifestou repúdio contra a tentativa de intimidação da jornalista, foi o jornalista Raildo Sales, idealizador do site Portal de Rondônia, que desabafou em suas redes sociais: 

O ex-candidato pelo PCdoB à prefeitura, Samuel Costa, que também é jornalista, deixou uma manifestação de apoio aos jornalistas da capital.

Samuel foi vítima de Fake News da candidata durante o debate do primeiro turno na SIC TV, onde ela teria afirmado que o candidato tinha envolvimento com traficantes. (clique aqui e saiba mais sobre)

VEJA:




A tentativa de intimidação da candidata com a imprensa rondoniense não é só uma questão de afronta a liberdade de expressão, mas de mostrar como será o comportamento da candidata caso ganhe as eleições de 2020, de ditadora que não aceita o contraditório e persegue seus opositores.