Acusados de matar ciclista durante racha no Espaço Alternativo, ganham liberdade

Gabriel e Vitor realizavam racha no local e trafegavam em alta velocidade, quando houve atropelamento e morte do ciclista, Tiago...

25/01/2021 - 19:02 hs

PORTO VELHO-RO: A defesa de Gabriel Vilela e Vitor Renato Lopes da Silva, acusados de matar o ciclista Tiago da Silva Santos, no dia 04 de julho do ano passado, durante "racha" no Espaço Alterntivo, em Porto Velho, ingressou com habeas corpus na justiça e conseguiu colocar em liberdade a dupla.

Gabiel e Vitor realizavam racha no local e trafegavam em alta velocidade, quando houve atropelamento e morte do ciclista, Tiago.. 

Desde de o dia ocorrido, Gabriel estava preso mas com a decisão favorável, tiveram Alvará de Soltura concedido nesta segunda-feira, 25.  Já Vitor Renato, que estava foragido, foi beneficiado com a liberdade a exemplo do amigo.

Eles responderão pelo delito cometido em liberdade, mas dada a denúncia de crime doloso, ambos vão a juri popular em dada a ser marcada ainda.

Confira a decisão que pôs nas ruas os dois acusados:

"Defiro aos acusados Gabriel Vilela Dantas Lima Pinto e Vitor Renato Lopes da Silva o direito de recorrer desta decisão e aguardar a sessão do Tribunal do Júri em liberdade, considerando a ostentação de bons predicados [primariedade, bons antecedentes e residência fixa], a instrução processual finda sem notícias da tentativa de obstrução das investigações, tampouco interferência na produção da prova judicial e/ou ingerência junto a testemunhas, e porque com o advento da Lei nº12.403/11, a prisão processual tornou-se medida excepcional extrema, a ser decretada apenas quando devidamente amparada pelos requisitos legais previstos na legislação, sob pena de antecipar a reprimenda a ser cumprida quando da condenação definitiva".


Expeça- se alvará de soltura em favor de Gabriel Vilena Dantas Lima Pinto e contramandado de prisão em prol de Vitor Renato Lopes da Silva.


ENTENDA O CASO:

Segundo a denúncia do MP, momentos antes do atropelamento, Gabriel Vilela Dantas Lima Pinto, de 24 anos, conduzindo um veículo Onix, e Vitor Renato Lopes da Silva, 18 anos, na direção de um Corolla, "após prévio acordo de vontades, assumindo o risco de produzir o resultado morte, conduziram seus respectivos veículos em alta velocidade em disputa automobilística ilegal [racha]".

Conforme a acusação, na tentativa de um ultrapassar o outro, Gabriel e Vitor agiram com "total indiferença ao bem jurídico vida" quando "conscientes do risco" trafegaram em alta velocidade pela Avenida Jorge Teixeira, que costuma ser usada por adultos e crianças para a prática de lazer e atividades físicas.

De acordo com o registro policial do acidente, em determinado ponto da via, Thiago tentou atravessar a pista em uma faixa de pedestres e foi atropelado pelo veículo conduzido por Gabriel. O corpo do ciclista foi lançado a cerca de 30 metros e ele morreu na hora.

 Fonte: Rondoniaovivo com informações do Rondonotícais