Ex-agente da NSA sobre quedas das redes: 'Por um dia, mundo se torna um lugar mais saudável'

Ex-agente da NSA ainda afirmou que quedas de Facebook, Instagram e WhatsApp mostram por que esses serviços não poderiam ser monopolizados

04/10/2021 - 21:05 hs
Foto: NBC News/Handout via Reuters/

O ex-agente da NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA), Edward Snowden, usou o Twitter, nesta segunda-feira (4), para comentar as quedas do WhatsApp, Facebook, Instagram e outros serviços da internet que estão sendo registrados em todo o mundo.

Segundo Snowden, as quedas das plataformas fazem o mundo ser “mais saudável” por um dia. “O Facebook e o Instagram ficam misteriosamente offline e, por um dia, o mundo se torna um lugar mais saudável”, escreveu.

Em outra publicação, o analista de sistemas que se tornou um dos principais inimigos dos Estados Unidos sugeriu alternativas ao Facebook e WhatsApp.

“O fato de o Whatsapp do Facebook estarem fora do ar é um lembrete de que você e seus amigos provavelmente deveriam usar uma alternativa mais privada e sem fins lucrativos, como @Signalapp (ou outro aplicativo de código aberto de sua escolha). É igualmente gratuito e leva cerca de 30 segundos instalar”, aconselhou.

Snowden também aproveitou o problema das plataformas para criticar o monopólio, visto que Facebook, Instagram e WhatsApp pertencem à mesma empresa, de Mark Zuckerberg.

“Facebook, WhatsApp e Instagram caindo ao mesmo tempo com certeza parece um exemplo de fácil compreensão e publicamente popular de por que dividir um certo monopólio em pelo menos três partes pode não ser uma má ideia”, analisou.

Em 2013, Snowden vazou informações altamente confidenciais sobre os programas de vigilância globais dos serviços de inteligência estadunidense, razão pela qual foi acusado de traidor da pátria em seu país natal. Vivendo na Rússia como asilado político desde agosto de 2013, o agente argumenta recorrentemente que as tecnologias modernas militarizadas, com a ajuda das mídias sociais e dos gigantes tecnológicos, permitem que os governos se tornem extremamente poderosos em sua capacidade de monitorar, analisar e até mesmo influir no comportamento das pessoas.

Revista Fórum